A História da Internet no Brasil, do Dial Up à Banda Larga

Por 65 :

A história da internet no Brasil começou em 1987, quando a FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, que é uma base de pesquisa mantida pelo Estado de São Paulo e a LNCC – Laboratório Nacional de Computação Científica, trocaram pacotes de dados com instituições americanas usando o protocolo TCP / IP. Nesta época, havia cerca de 10.000 hosts nos EUA. Embora a FAPESP e a LNCC sejam entidades oficiais, esta primeira conexão com a internet foi uma iniciativa de indivíduos e não projetos institucionais ou nacionais.

Os Primeiros Passos da Internet no Brasil

Em termos resumido, a internet no Brasil começou a ser desenvolvida junto ao meio acadêmico e científico no final dos anos 1980, e no seu início, o acesso era restrito a professores e funcionários de universidades e instituições de pesquisa.

A História da Internet no Brasil

Já no ano de 1987, a Embratel era a transportadora de longa distância monopolista no Brasil, para voz e dados, embora a empresa não usasse TCP / IP o Brasil tinha restrições legais, para importar hardware de computador, o que fazia com que os computadores fossem obsoletos e caros. Esses fatos tornaram ainda mais impressionantes os esforços desses pioneiros.

Estudos e Projetos

Em 1988, UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro, conectada à UCLA – Universidade da Califórnia em Los Angeles, usando o know-how e a infraestrutura da UFRJ, várias outras universidades e centros de pesquisa também implementaram sua conexão com a internet. Todos os circuitos foram contratados diretamente com a Embratel. A necessidade de uma espinha dorsal começou a ser discutida.

Em 1990, o Ministério da Ciência e Tecnologia anuncia a criação da RNP – Rede Nacional de Pesquisas, com o objetivo de projetar e implementar uma espinha dorsal para internet no Brasil. A estrutura da RNP foi concebida para fins de pesquisa e acadêmicos, mas teve alguma importância nos primeiros horários da internet comercial.

Os desafios da Internet no Brasil

Como esperado, o backbone da RNP enfrentou vários problemas – a falta de recursos financeiros sendo um deles. Um grande impulso ao projeto foi o fato de que, em 1992, o Brasil seria o anfitrião da Eco-Summit, um grande evento que traria milhares de jornalistas que precisam transmitir dados para seus respectivos países. Embratel, de propriedade estatal, realizou investimentos para melhorar sua estrutura TCP / IP. Em junho de 1992, quando a cúpula foi aberta, pela primeira vez os usuários não acadêmicos obtiveram acesso à Internet.

De 1992 a 1995, houve uma rápida expansão da RNP e sua espinha dorsal, em 1995, a maioria dos centros acadêmicos e de pesquisa que desejavam ter acesso à espinha dorsal. Estima-se que, em 1995, havia cerca de 10 mil hosts conectados à internet brasileira, com uma média de seis usuários por máquina, totalizando 60 mil usuários brasileiros de internet.

A Internet no Brasil e sua expansão.

Em 1995, em um reconhecimento tardio da Revolução causado pela internet, o forte Ministério das Comunicações junta-se ao Ministério da Ciência e decide expandir a estrutura brasileira, as injeções de dinheiro causam não apenas os padrões de projeto para melhorar, mas também a implementação para acompanhar de perto os horários. Além disso, a Embratel dedica mais atenção à internet.

Em maio de 1995, os Ministérios da Comunicação e da Ciência anunciam a criação de um Comitê Diretor de Internet. O Comitê seria composto por membros do governo, empresas de telefonia, operadores de backbone, ISPs, universidades e usuários.

A evolução e o surgimentos de portais

Em 1996 surgem os dois primeiros portais de internet privados do Brasil: o Zaz e UOL. No ano seguinte, alguns órgãos públicos foram informatizados. O governo também desenvolve um serviço permitindo a entrega da declaração do Imposto de renda por meio da Internet.

Em 1998, juntamente com todo o sistema de telecomunicações brasileiro, a Embratel é privatizada, comprada pela American MCI. Os backbones brasileiros expandiram-se muito mais rápido. Neste mesmo ano, assim como em outros lugares do mundo, a Internet cresce rapidamente no Brasil. Os jogadores globais em todos os setores da Internet estabelecem uma presença no Brasil, tornando-se um importante país da internet.

Os primeiros provedores de Internet no Brasil

Em 2000, surgem os primeiros provedores de acesso gratuito, como o iG, que oferecia e-mail grátis, alem de conexão discada, esses provedores funcionavam por meio de propagandas e banners colocados sobre o navegador. O modelo se provou insustentável, no mesmo ano e esses provedores começaram a fechar. Ainda no mesmo ano, surgem os primeiros provedores de acesso por tecnologias de banda larga como o ADSL, aumentando a qualidade da conexão e permitindo pela primeira vez a transmissão de vídeo.

A evolução da Internet no Brasil

Durante a década de 2000, surgiram as empresas foram conhecendo a importância da internet, para vender produtos e prestar serviços, além de divulgar seus negócios e sugiram as principais redes de lojas virtuais. As compres pela internet tinham crescimentos substanciais. Também a partir desta década, o Brasil se tornou uma potência no mundo das comunicações pela internet, com provedores de banda larga se expandindo para todo o território, chegando em locais mais distantes dos grandes centros.
Em 2016, as compras pela Internet no Brasil superam as compras em lojas físicas e essa tendência só tem a aumentar.
Em 2017 o Brasil já alcançou um patamar de usuários conectados, comparado aos de muitos países populosos e desenvolvidos.

Fontes de leituras e dados adaptados: v-brazil.com – homepages.dcc.ufmg.br

 

Se você ainda tem dúvidas sobre esta postagem: A História da Internet no Brasil, do Dial Up à Banda Larga, pode ser necessário ver a próxima, ou deixar um comentário.


atualizado em:31/10/2017 iCloud BR

 

 

Deixe um Comentário

Digite o Resultado Para Prosseguir: *