Como bloquear um programa com o Firewall do Windows 10

Este artigo irá mostrar, de forma objetiva, como bloquear um programa com o Firewall do Windows 10. O Firewall do Windows permite que alguns aplicativos e recursos do Windows 10 passem dados dentro e fora de um computador, sem qualquer entrada, ou configuração do usuário.

Estes incluem Microsoft Edge, Microsoft Photos e recursos necessários como Core Networking. E além disso o Windows Defender Security Center.

Outros aplicativos da Microsoft como a Cortana podem exigir que você dê suas permissões explícitas quando for usar pela primeira vez. Isso, entre outras coisas, abre as portas necessárias no firewall.

Bloquear um programa com o Firewall do Windows 10

Enquanto a Cortana se torna cada vez mais integrada, ela poderá ser ativada por padrão no futuro. Dito isto, significa que outros aplicativos e recursos, que você não deseja ter, podem ser habilitados por padrão.

Exemplo: a assistência remota é habilitada por padrão. Este programa permite que um técnico acessem seu computador remotamente para ajudá-lo a resolver um problema se você concordar com isso. Mesmo que este aplicativo seja bloqueado e bastante seguro, alguns usuários consideram isso um buraco aberto na segurança. Se preferir fechar essa opção, você pode bloquear o acesso.

Para bloquear um programa em um computador Windows 10:

  1. Abra o Firewall do Windows. Você pode procurá -lo a partir da barra de tarefas conforme detalhado anteriormente.
  2. Clique em Permitir e Aplicação, ou Recurso através do Firewall do Windows.
  3. Clique em Alterar configurações e digite uma senha de administrador, se solicitado.
  4. Localize o aplicativo para bloquear. Ele terá uma marca de seleção ao lado.
  5. Clique na caixa para desativar a entrada. Existem duas opções privadas e públicas . Selecione ambos.
  6. Clique em OK.

Depois de fazer isso, os aplicativos selecionados são bloqueados com base nos tipos de rede selecionados.

Usando aplicativos de terceiros

Há também aplicativos de terceiros a serem considerados. É importante manter os aplicativos indesejados bloqueados, se você não os usar.

Ao trabalhar nas próximas etapas, verifique se há entradas, que envolvem compartilhamento de arquivos, compartilhamento de música, edição de fotos e assim por diante. Consequentemente, bloqueie aqueles que não precisam acessar.

Se e quando você usar o aplicativo novamente, você será solicitado a permitir o aplicativo através do firewall naquele momento. Dessa forma, mantém o aplicativo disponível se você precisar. Por isso, é melhor do que desinstalar em muitos casos. E além disso, também impede que você desinstale acidentalmente um aplicativo que o sistema precise funcionar corretamente.


Deixe um Comentário