10 Dicas Para Manter Seu Smartphone Seguro Contra Hackers

Hoje você vai ler um tutorial imprescindível para manter seu Smartphone seguro contra invasão de Hackers, ou pelo menos dificultar uma suposta invasão. Proprietários de pequenas empresas estão cientes de que proteger seus ativos é uma prioridade. Porém, muitos empreendedores têm um ponto de descuido quando se trata de segurança cibernética.

10 Dicas Para Manter Seu Smartphone Seguro Contra Hackers

Ainda existem alguns proprietários de pequenas e médias empresas que acreditam, na baixa probabilidade de serem alvo de hackers especificamente por causa de seu tamanho. E com isso, eles supõem que os hackers têm mais chances de atingir empresas maiores com mais informações disponíveis para roubar.

No entanto, a pesquisa não suporta essa ideia. De acordo com o Relatório de Investigações de Violações de Dados da Verizon de 2019, 43% das violações envolveram proprietários de pequenas empresas.

Além de armazenar informações confidenciais em laptops e desktops, as pequenas empresas de hoje dependem muito de dispositivos móveis, como Smartphones, para trabalhar.

Os smartphones de negócios, fornecidos pela empresa ou pelo empregado, são usados ​​para uma variedade de operações comerciais. Entre elas estão: controle de estoque, relações com clientes, publicidade e marketing, serviços bancários e muito mais. Como tal, eles se tornam repositórios de dados valiosos que podem ser alvos de hackers e malware.

Portanto, se estes empresários e pessoas tomarem as precauções apropriadas para proteger os dados, podem minimizar uma grande dor de cabeça. Isso é muito parecido com o investimento em uma apólice de seguro. E certamente, a maior parte se resume a incutir as melhores práticas em toda a sua empresa, não investindo em produtos caros.

A seguir, estão 10 maneiras de manter seguros os dados do Smartphone da sua pequena empresa

Você ainda pode ser mais rigoroso do que apenas estas dicas. Se você estiver com um aparelho de última geração e completamente atualizado, ainda pode ser necessário fazer algumas dessas aplicações de segurança.

Não deixe isso escapar entre os seus dedos como uma forma de adiar essas técnicas.

1 - Atualize seu sistema operacional e aplicativos constantemente

Se você receber uma notificação de atualização de um ou mais aplicativos, faça isso imediatamente. A maioria das pessoas é culpada por adiar ou ignorar atualizações do sistema operacional. E do mesmo modo as atualizações dos aplicativos. Mas fazer isso regularmente pode abrir uma violação de dados.

Os hackers sabem identificar e explorar vulnerabilidades em sistemas. À medida que essas vulnerabilidades são divulgadas à empresa, são feitas melhorias para aumentar a segurança e eliminar os pontos fracos. Quanto mais você esperar para atualizar seu telefone ou laptop, mais desatualizados estarão os seus sistemas, tornando-o um alvo mais fácil para os hackers.

É importante que se você estiver em sua empresa, estabeleça um programa de treinamento e conscientização para seus funcionários. Certifique-se de que sua equipe entenda que é esperado que eles tomem as devidas precauções de segurança ao usar Smartphones e tablets. E imprescindivelmente, incluindo a execução de atualizações regulares e o discernimento sobre downloads de aplicativos.

2 - Bloqueie seus dispositivos

Evidentemente, que é muito mais fácil manter seu Smartphone desbloqueado o tempo todo. Dessa forma, você pode acessar seu e-mail, câmera, textos e outros recursos mais rapidamente. Mas pense como se sentiria se um estranho encontrasse seu telefone em um assento de ônibus, ou em um café e poderia apenas tocar em seus aplicativos de negócios, contatos e até mesmo informações bancárias. Se o seu telefone contiver informações sobre o cliente, você pode até acabar na situação embaraçosa de informar seus clientes que seus dados foram comprometidos, essencialmente por negligência.

Porém, você pode evitar que isso aconteça e torne isso em um transtorno.

  • Sempre use a senha de quatro ou seis dígitos - ou configure um código alfanumérico mais longo, para que, se você perder o controle do seu telefone, não abra a empresa inteira para um estranho.
  • Utilize a digitalização de impressões digitais e identificação facial também é uma excelente opção, pois é mais rápido e fácil do que memorizar um código de desbloqueio.
  • Outra dica é: proteja com senha todos os aplicativos móveis que contenham dados pessoais, como serviços bancários, e-mail e sua conta da Amazon.
  • Não use a mesma senha para todas as suas contas e altere suas senhas ocasionalmente para uma boa medida.
  • Se possível, ou se for permitido por seu dispositivo, use autenticação de dois fatores.

3 - Utilize o gerenciamento de dispositivos móveis, estilo de pequenas empresas

Se um telefone comercial for perdido ou roubado, você poderá conter os danos usando os recursos básicos do smartphone.

Tenha em mente que: tanto a Apple quanto o Google oferecem serviços de dispositivos como Find My iPhone e Find My Device, que podem localizar seu telefone em um mapa e desativá-lo automaticamente. Esses serviços também podem fazer seu telefone tocar, alarmando o ladrão ou apenas localizando um telefone que você perdeu temporariamente de controle.

E não esqueça que você ainda pode solicitar que o telefone exclua todas as informações após cinco a dez tentativas de senha.

Por outro lado, se sua empresa usa atualmente o Microsoft Office 365, você já deve ter acesso aos recursos do MDM por meio do Mobile Device Management para Office 365. Há também produtos de MDM independentes como o Workspace ONE - um produto da VMware, da AirWatch e o Hexnode. Mas, apesar de oferecer soluções de SMB, o MDM do Office 365 é muito mais adequado para a maioria dos proprietários de pequenas empresas.

4 - Use Wi-Fi e Bluetooth que sejam seguros e de sua confiança

É de se saber, que a grande maioria dos usuários gostam de obter uma conexão Wi-Fi pública gratuita, mas as pessoas que operam dispositivos com informações comerciais confidenciais sobre elas devem ter cautela, muita cautela mesmo.

Executivos de negócios e vendedores costumam usar o hotel ou o centro de conferências Wi-Fi. Em geral, essa é uma boa prática, já que empresas como hotéis e locais de eventos de renome têm interesse em manter a segurança de seus usuários de Wi-Fi. No entanto, o acesso Wi-Fi público gratuito em áreas como shopping centers, cafés, aeroportos, parques ou academias, é muitas vezes menos seguro.

  • É recomendável usar apenas sua conexão de celular privada sempre que possível e desligue o Wi-Fi em seu celular sempre que estiver em um local público.
  • Não se conecte a redes abertas não criptografadas. Se isso não for possível, considere usar uma VPN. Mas escolha com cuidado, pois nem todos são criados iguais.

Uma VPN direciona o tráfego da sua rede por meio de uma conexão criptografada para um servidor com base em outro local.

  • E por último, a menos que você esteja usando um smartwatch que exija uma conexão Bluetooth para funcionalidade, também é uma boa ideia desativar o Bluetooth quando estiver nestes locais.

5 - Gerencie permissões de todos os aplicativos

É sempre importante verificar os aplicativos em seu telefone para determinar se eles têm mais privilégios do que o necessário para realizar o trabalho. Você pode conceder permissões de aplicativos, como acesso à câmera, ao microfone, seus contatos e sua localização.

  • Acompanhe as permissões que você concedeu a quais aplicativos e revoga as permissões que não são necessárias.

Para iPhones, acesse Configurações e toque em Privacidade, onde você verá uma lista de todas as permissões e os aplicativos aos quais você concedeu. Os usuários do Android podem encontrar permissões de aplicativos no Gerenciador de aplicativos em Dispositivo> Aplicativo em algumas versões do Android.

6 - Ignore e exclua imediatamente os e-mails de spam e phishing

Fique atento sobre isso, porque é uma das maneiras mais fáceis de os hackers acessarem as informações da sua empresa. Mesmo grandes corporações sofreram violações devido a golpes de phishing.

  • Então, incorpore o treinamento de segurança de e-mail como parte do procedimento básico de integração.
  • Verifique se os funcionários estão cientes de que não devem clicar em links em e-mails promocionais.
  • Bloqueie acesso POP e SMTP se você não precisa disso para alguns funcionários.
  • Certifique-se de que os funcionários entendam a política da empresa. Por exemplo: informe-os de que sua empresa nunca solicitará informações pessoais ou enviará links sobre suas contas. Se isso vir, pode ser uma mensagem fraudulenta.

7 - Saiba de onde seus aplicativos vêm

Não faça o download de nenhum aplicativo para o seu telefone. Embora os iPhones só executem aplicativos da App Store da Apple, que examina todos os aplicativos vendidos na plataforma, os padrões não são tão altos no Android.

A Google Play Store fez progressos para garantir que seus aplicativos não estejam executando malware, mas a plataforma Android permite a instalação a partir de vários ambientes menos regulamentados.

Portanto, a melhor maneira de evitar malware no Android é ficar apenas com o Google Play Store. A não ser, que você tenha certeza de que pode confiar em um aplicativo independente de outro lugar.

8 - Faça o backup de seus dados com frequência

Coisas ruins acontecem, mas não agravam o problema por não estarem preparadas. Sempre faça backup de seus dados. Essa é uma boa prática geral e protege seus documentos e imagens importantes em caso de perda.

Para um smartphone Android, certifique-se de que as opções: fazer backup dos meus dados e restauração automática, estejam ativados nas configurações.Sendo assim, sincronize seus dados com o Google.

Para um iPhone, escolha seu dispositivo nas configurações e, em seguida, faça o backup para o iCloud.

9 - Use um aplicativo antivírus conhecido

Os hackers geralmente usam malware para roubar senhas e informações da conta. Há uma abundância de aplicativos antivírus para smartphones - alguns dos quais estão vinculados a aplicativos de desktop complementares. Eles fornecem segurança aprimorada ao garantir que aplicativos, PDFs, imagens e outros arquivos transferidos por download não sejam infectados por malware antes de você abri-los. Tudo que você tem que fazer é escolher um e nunca deixar de ter um.

10 -  Use a autenticação de dois fatores sempre que possível

Isso já foi dito anteriormente nesta postagem, mas vale a pena ressaltar como a décima dica. A autenticação de dois fatores, é uma das opções de segurança menos favoritas, porque, como o nome indica, requer uma etapa extra. No entanto, ele oferece outra barreira sólida para acessar suas informações privadas. E a autenticação de dois fatores é muito mais fácil de usar agora, graças a scanners biométricos e recursos de salvar senhas.

Se você puder usar este recursos é extremamente recomendável, porque vai certamente inibir e dificultar ações invasoras.

Palavras Finais

Compreendemos que o smartphone é agora uma extensão crítica do nosso negócio e não apenas uma novidade, ou conveniência. Caso o desastre aconteça, sua preparação para proteger sua privacidade e seus ativos significará a diferença entre uma perda financeira relativamente pequena e um desastre completo. Com toda a tecnologia da informação disponível nos dias de hoje, não custa caro se proteger.

Os recursos internos de gerenciamento de dispositivos móveis, como os do Office 365, proporcionam aos proprietários de pequenas empresas um controle sem precedentes sobre os dispositivos que seus funcionários usam. Aproveite os recursos de segurança que você já tem ao alcance de suas mãos e instigue bons hábitos de segurança em sua equipe. Do mesmo modo, se necessário, adquira software de segurança adicional.

Entenda que não há uma solução única para proteger seu smartphone contra hackers. A chave é praticar o máximo possível de práticas recomendadas, sempre que possível, para manter suas bases seguras e assim você se sentir mais tranquilo. Experimente sempre os novos recursos que surgem no mercado.


Deixe um Comentário