Como Manter seu iCloud Mais Seguro em 10 Etapas

Uma das preocupações de todos os tempos, desde o surgimento na nuvem é a segurança de dados. A tecnologia que sustenta a mídia móvel também atingiu as manchetes nos últimos anos. No entanto, manter seus dados seguros é uma questão de obrigação dos fornecedores destes serviços. E certamente, todos eles trabalham duramente e constantemente nas melhorias de segurança. Aqui nós vamos tratar de 10 maneiras para manter seu iCloud seguro, embora possa haver mais dez, que não esteja nesta lista.

Como Manter eu iCloud Mais Seguro em 10 Etapas

Como estamos falando de um produto da Apple, vale ressaltar, que essa gigante dos dispositivos mobile tem uma boa reputação quando se trata de segurança em seus dispositivos. Mas como isso se traduz em serviços em nuvem? Nós vamos ver agora!

A importância de se proteger no iCloud

Você, usuário, também deve fazer parte deste contexto e colaborar definitivamente com sua parte para a proteção dos seus dados. Isso pode ser feito, tomando todos os cuidados necessários, como se você estivesse controlando seu próprio dinheiro. Embora seja extremamente útil e permita que indivíduos armazenem imagens, detalhes de contato e arquivos MP3 em um único espaço online, iCloud, ou qualquer outra nuvem também é suscetível a hackers cibernéticos sofisticados.

Para qualquer pessoa com um iPhone e acesso ao iCloud, há uma necessidade premente de operar de forma segura e de maneira que não comprometa seus dados mais confidenciais. Considere os seguintes passos para alcançar isso:

  1. Compreender a importância da segurança física.
  2. Mude a maneira como criar suas senhas.
  3. Use somente redes sem fio e seguras para transferir dados.
  4. Proteja bem os arquivos do seu dispositivo e do iCloud.
  5. Criptografar todos os arquivos sensíveis no seu disco rígido.
  6. Limpar privacidade e dados confidenciais no seu dispositivo.
  7. Defina seu telefone para limpar dados se muitas tentativas de acesso mal-sucedidas forem feitas.
  8. Integre a autenticação de dois fatores à sua conta.
  9. Altere regularmente suas perguntas e respostas de segurança.
  10. Vincule seu iCloud a uma conta de e-mail atual e acessível.

1 - Compreender a importância da segurança física

Como regra geral, pode ser fácil ficar preocupado com a criação de senhas fortes para dispositivos e contas individuais do iCloud.

É imprescindível que você proteja a segurança física de seu hardware e assegure que cada dispositivo individual seja rastreado em todos os momentos.

Se o seu iPhone ou tablet estiver configurado para lembrar sua senha do iCloud, qualquer pessoa que entrar em contato com o dispositivo poderá acessar facilmente qualquer dado, ou qualquer imagem que tenha armazenado no iCloud. Portanto, mesmo que você tenha uma senha forte e uniforme para todas as contas, precisará negar o acesso de outras pessoas aos seus dispositivos sempre que possível. E além disso, manter o controle de sua localização em todos os momentos, enquanto estiver conectado.

2 - Mude a maneira como criar suas senhas

Uma das prioridades é pensar em como criar sua senha. Historicamente, os provedores de serviços online aconselharam os usuários a criar senhas fortes e exclusivas. Principalmente, com uma combinação de letras, números e caracteres especiais. Isso não é suficiente para proteger seu iCloud contra a ameaça de invasores cibernéticos. Simplesmente porque o software de hacking foi projetado para contornar com sucesso palavras únicas e termos alfanuméricos.

O recomendável é que; em vez de apenas uma senha forte; você deve considerar o uso de frases para proteger a integridade de sua conta, que é fácil para você lembrar como indivíduo. Por outro lado, esta técnica é extremamente difícil para o software existente traduzir. Isso adicionará uma camada adicional de segurança aos dados do iCloud, além de facilitar a memorização da sua senha e o acesso a imagens, arquivos e informações confidenciais. Portanto, é uma opção a ser considerada, em termos de melhorias de segurança da informação.

3 - Use somente redes sem fio e seguras para transferir dados

Usar redes seguras deve ser uma regra básica. Como medida de segurança básica, a Apple criptografa todos os arquivos enviados para o iCloud e os armazena nesse formato.

Logo, esse tipo de medida rudimentar pode ser negada com sucesso por hackers sofisticados. Por isso é importante que você tome medidas adicionais ao transferir dados para o iCloud.

É imperativo que você use apenas redes sem fio seguras para se conectar ao iCloud. Por exemplo: como aquelas que você controla por meio de uma senha alfanumérica.

É sempre bom lembrar que, redes públicas, como pontos de acesso sem fio, ou aqueles acessíveis através de cafeterias, devem ser sempre evitados. Tudo, porque elas são muito mais vulneráveis ​​a violações de segurança.

4. Proteja bem os arquivos do seu dispositivo e do iCloud

Embora a Apple possa criptografar arquivos enviados a partir de dispositivos sincronizados, uma vez armazenados no iCloud, eles não estendem essa cortesia aos usuários do aparelho. Então, se o seu dispositivo estiver conectado ao iCloud, mas não protegido por senha, ou a opção de exigir que o usuário aprove o acesso toda vez que o USB for conectado a uma nova máquina, é possível que os hackers utilizem programas que possam copiar arquivos diretamente do aparelho.

Com isso em mente, certifique-se de criar uma senha simples de quatro dígitos que permita bloquear o telefone, pois isso criptografará todos os arquivos e os tornará inacessíveis mesmo se forem transferidos.

Esta é uma opção viável com o iOS a partir da versão 7 no iPhone 4S, iPad 2 e todos os dispositivos lançados.posteriormente.

5 - Criptografar todos os arquivos sensíveis no seu disco rígido

A criptografia é uma ferramenta poderosa no que diz respeito a segurança. Em uma nota semelhante, vale a pena criptografar todos os dados sincronizados e confidenciais que existem em seu disco rígido.

Enquanto os arquivos criptografados no iCloud podem ser relativamente seguros, isso significa pouco se eles estiverem abertamente acessíveis através do seu disco rígido, smartphone ou tablet.

Portanto, é essencial salvar arquivos, como registros de assistência médica, ou informações financeiras, em um formato criptografado em seu local original. Essa é uma medida de segurança adicional que protege a integridade dos dados armazenados no iCloud, ou em qualquer outra nuvem.

6 - Limpar privacidade e dados confidenciais no seu dispositivo

Com o passar do tempo, o seu iPhone, iPad, está acumulando muitos dados confidenciais, como informações de contas bancárias, registros de mensagens, sites pesquisados, etc.

A limpeza desses dados de privacidade pode proteger seus dados pessoais contra hackers. A Apple não fornece tais serviços para usuários do iPhone. Aprenda a fazer isso como você faz no seu navegador da web, limpando os Cookies, páginas acessadas, entre outros. As vezes você pode encontrar softwares de terceiros que faz isso, embora não seja recomendável usar softwares de terceiros em dispositivos protegidos e que contenham dados confidenciais. No entanto, existem algumas empresas que fornecem de forma responsável.

7 - Defina seu dispositivo para limpar dados se muitas tentativas de acesso mal-sucedidas forem feitas

Se você acessar as configurações do iPhone, há uma opção localizada na parte inferior da página Bloqueio de senha, abaixo de Siri, intitulada Apagar dados. Basta habilitar esse recurso para definir automaticamente seu iPhone para apaga todos os dados armazenados se houver 10 tentativas malsucedidas de obter acesso ao dispositivo ou contas associadas.

Embora essa seja uma opção drástica, ela deve pelo menos proteger seus dados mais sensíveis do iCloud das maquinações de ladrões oportunistas. Compreende-se, que o próprio dono do dispositivo não fará 10 tentativas seguidas de fazer login.

8 - Integre a autenticação de dois fatores à sua conta

Autenticação de dois fatores está na moda e por um bom motivo motivo. É seguro! Já discutimos a vulnerabilidade das senhas, especialmente aquelas que são genéricas em sua natureza, ou reutilizadas em várias contas online. Essa vulnerabilidade pode ser compensada pela integração da autenticação de dois fatores com suas contas.

A Apple oferece isso como um recurso opcional para usuários do iTunes e do iCloud. E isso funciona simplesmente forçando as pessoas a digitarem uma senha e um código de dispositivo exclusivo antes de acessarem a conta.

Geralmente, esses códigos são enviados por SMS no momento do registro e impedem que dispositivos desconhecidos ou não verificados acessem seus dados.

Este é verdadeiramente, um passo simples, mas que pode proporcionar considerável tranquilidade aos clientes da Apple.

9 - Altere regularmente suas Perguntas e Respostas de Segurança

Os usuários online geralmente são convidados a atualizar regularmente suas senhas de contas, a fim de negar parcialmente a ameaça representada por hackers.

Embora esse seja um bom conselho, há outros aspectos da segurança do iCloud controlada pelo usuário que exigem uma abordagem proativa semelhante. Por exemplo: a Apple sempre solicitará que os usuários usem perguntas e respostas de segurança para ajudar a controlar suas contas. E é importante alterá-las regularmente, ao mesmo tempo em que usa uma combinação de dados verdadeiros e imprecisos.

Afinal de contas, um hacker só precisa acessar seus e-mails ou contas sincronizadas para identificar o nome do seu parceiro ou de um amado animal de estimação. Portanto proteja seus dados do iCloud atualizando as perguntas a cada mês e usando respostas incorretas sempre que possível.

10. Vincule seu iCloud a uma conta de e-mail atual e acessível

Seu iCloud depende muito do endereço de e-mail principal que você usa. Se você precisa se registrar, fazer login ou redefinir sua senha, você precisará de um endereço viável para proteger sua conta. Portanto, é crucial que o iCloud esteja sempre associado a uma conta de e-mail atual e acessível, em vez de uma que agora esteja inativa.

Esse é um detalhe que muitos usuários ignoram, mas as contas de e-mail ociosas representam um alvo fácil para os ladrões cibernéticos. Portanto, seja proativo e atualize seu endereço de e-mail principal quando necessário, se você criou uma conta completamente nova ou se recebeu um endereço de reemissão como resultado da mudança de provedores de serviços de Internet ou de empregadores.


Deixe um Comentário