O guia de Cloud Computing para Iniciantes

Você aprenderá algumas dicas neste guia de cloud computing para iniciantes. A computação em nuvem, denominada Cloud Computing, tornou-se uma das mais importantes revoluções na tecnologia. Entretanto, Cloud Computing vai afetar a forma como as pessoas vão salvar suas informações. Isso inclui, acessar  e compartilhar estas informações com outros.

guia de computação em nuvem

A computação em nuvem sustenta um grande número de serviços. Isso inclui serviços ao consumidor como o Gmail ou o backup em nuvem das fotos em seu smartphone. Além disso, serviços que permitem que grandes empresas hospedem todos os dados e executem todos os aplicativos na nuvem.

Índice do guia de cloud computing
Definição mais específica de Cloud Computing
Os tipos de computação em nuvem

  1. Nuvem pública
  2. A nuvem privada
  3. E a nuvem híbrida
Como funciona a computação em nuvem

Definição mais específica de Cloud Computing

Nos termos mais simples, a computação em nuvem - Cloud Computing: é a entrega de serviços de computação. Isso inclui: servidores, armazenamento, bancos de dados, redes, software, análises, inteligência e muito mais. Tudo feito pela Internet, para oferecer inovação mais rápida, recursos flexíveis e economias de escala.

Dessa forma, você normalmente paga apenas pelos serviços em nuvem que você usa. E do mesmo modo, ajudando a reduzir seus custos operacionais, a executar sua infraestrutura com mais eficiência e dimensionar conforme suas necessidades de negócios mudam.

Ela remonta aos dias de fluxogramas e apresentações, que representa a gigantesca infraestrutura de servidores da Internet. Aceitando, dessa forma, conexões e distribuindo informações enquanto flutua.

Conteúdo semelhante

Os tipos de computação em nuvem

Como você já entendeu a premissa básica da computação em nuvem, que em termos simples é a entrega de serviços de computação pela Internet, agora descobrirá que existem diferentes maneiras de implantar recursos na nuvem.

Sendo assim, as opções para implantação incluem nuvem pública, privada e híbrida. No entanto, todos os três cenários oferecem benefícios semelhantes. E isso inclui a relação custo-benefício, desempenho, confiabilidade e escala. Porém, o método de implantação escolhido depende das necessidades da cada empresa.

1 - Nuvem pública

Nuvem Pública

guia de cloud computing

A nuvem pública refere-se ao modelo de computação em nuvem com o qual os serviços de TI são entregues pela Internet.

O serviço pode ser gratuito, freemium, ou uma oferta baseada em assinatura cobrada com base nos recursos de computação consumidos. A funcionalidade de computação pode variar de serviços comuns, como e-mail, aplicativos e armazenamento. Incluindo até a plataforma OS de nível empresarial ou ambientes de infraestrutura usados ​​para desenvolvimento e teste de software.

O fornecedor da nuvem é responsável pelo desenvolvimento, gerenciamento e manutenção do pool de recursos de computação compartilhados entre vários inquilinos da rede. Os recursos definidores de uma solução de nuvem pública incluem alta elasticidade e escalabilidade para serviços habilitados para TI, entregues a um nível de preço baseado em assinatura e baixo custo. Como o modelo mais popular de serviços de computação em nuvem,

As vantagens das soluções de nuvem pública para clientes corporativos incluem:

  1. Não são necessários investimentos para implantar e manter a infraestrutura de TI.
  2. Alta escalabilidade e flexibilidade para atender às demandas imprevisíveis da carga de trabalho.
  3. Complexidade e requisitos reduzidos na experiência em TI, pois o fornecedor da nuvem é responsável por gerenciar a infraestrutura.
  4. Opções de preços flexíveis com base em diferentes ofertas de SLA.
  5. A agilidade de custos permite que as organizações sigam estratégias de crescimento enxuto e concentrem seus investimentos em projetos de inovação.

A escolha adequada da nuvem pública

  • Necessidades previsíveis de computação, como serviços de comunicação para um número específico de usuários.
  • Aplicativos e serviços necessários para executar operações de TI e comerciais.
  • Requisitos de recursos adicionais para atender às demandas de pico variadas.
  • Desenvolvimento de software e ambientes de teste.

Limitações:

  • O custo total de propriedade (TCO) pode aumentar exponencialmente para uso em larga escala, especificamente para médias e grandes empresas.
  • Não é a solução mais viável para cargas de trabalho de TI críticas à segurança e disponibilidade.
  • Baixa visibilidade e controle da infraestrutura, o que pode não ser suficiente para atender à conformidade regulamentar.

2 - Nuvem privada

Nuvem Privada - guia de cloud computing

Nuvem privada: guia de cloud computing

A nuvem privada refere-se à solução em nuvem dedicada ao uso por uma única organização. Os recursos do datacenter podem estar localizados no local ou operados por um fornecedor externo.

Além disso, os recursos de computação são isolados e entregues através de uma rede privada segura e não são compartilhados com outros clientes.

Um ponto importante sobre a nuvem privada é que ela é personalizável para atender às necessidades exclusivas de negócios e segurança da organização. Com maior visibilidade e controle da infraestrutura, as organizações podem operar cargas de trabalho de TI sensíveis à conformidade. Tudo isso, sem comprometer a segurança e o desempenho anteriormente alcançados apenas com data centers locais dedicados.

As vantagens da nuvem privada para organizações comerciais incluem:

  • Ambientes dedicados e seguros que não podem ser acessados ​​por outras organizações.
  • Conformidade com regulamentos rigorosos, pois as organizações podem executar protocolos, configurações e medidas para personalizar a segurança com base em requisitos exclusivos de carga de trabalho.
  • Alta escalabilidade e eficiência para atender demandas imprevisíveis, sem comprometer a segurança e o desempenho.
  • Alto desempenho e eficiência de SLA.
  • Flexibilidade para transformar a infraestrutura com base nas necessidades de negócios e TI em constante mudança da organização.

A escolha adequada da nuvem privada

  • Indústrias altamente regulamentadas e agências governamentais.
  • Empresas de tecnologia que exigem forte controle e segurança sobre suas cargas de trabalho de TI e a infraestrutura subjacente.
  • Grandes empresas que exigem tecnologias avançadas de data center para operar de maneira eficiente e econômica.
  • Organizações que podem se dar ao luxo de investir em tecnologias de alto desempenho e disponibilidade.

Limitações: guia da computação em nuvem

Solução cara com um custo total de propriedade relativamente alto em comparação com alternativas de nuvem pública para casos de uso de curto prazo.
Os usuários móveis podem ter acesso limitado à nuvem privada, considerando as medidas de alta segurança em vigor.
A infraestrutura pode não oferecer alta escalabilidade para atender demandas imprevisíveis se o data center em nuvem estiver limitado a recursos de computação no local.

3 - Nuvem híbrida

Nuvem Híbrida

A nuvem híbrida refere-se ao ambiente de infraestrutura de nuvem que é uma mistura de soluções de nuvem pública e privada. Portanto, os recursos são tipicamente orquestrados como um ambiente de infraestrutura integrado.

Para este tipo, as cargas de trabalho de aplicativos e dados podem compartilhar os recursos entre a implantação de nuvem pública e privada. Tudo, com base nas políticas organizacionais e técnicas da empresa em torno de segurança, desempenho, escalabilidade, custo e eficiência, entre outros aspectos.

Por exemplo: as organizações podem usar ambientes de nuvem privada para suas cargas de trabalho de TI e complementar a infraestrutura com recursos de nuvem pública para acomodar picos ocasionais no tráfego de rede.

Como resultado, o acesso a capacidade de computação adicional não requer o alto CapEx de um ambiente de nuvem privada. Por outro lado é entregue como um serviço de TI de curto prazo por meio de uma solução de nuvem pública.

As vantagens da nuvem híbrida para as empresas incluem:

  • Implantação flexível orientada por políticas para distribuir cargas de trabalho em ambientes de infraestrutura pública e privada com base nos requisitos de segurança, desempenho e custo.
  • A escalabilidade dos ambientes de nuvem pública é alcançada sem expor as cargas de trabalho de TI sensíveis aos riscos de segurança inerentes.
  • Alta confiabilidade, pois os serviços são distribuídos em vários data centers em data centers públicos e privados.
  • Postura de segurança aprimorada, pois as cargas de trabalho de TI confidenciais são executadas em recursos dedicados em nuvens privadas, enquanto as cargas de trabalho regulares são espalhadas pela infraestrutura de nuvem pública de baixo custo para compensar investimentos de custo.

A escolha adequada da nuvem híbrida

  • Organizações que atendem a várias verticais que enfrentam diferentes requisitos de segurança, regulamentação e desempenho de TI.
  • Otimizando os investimentos em nuvem sem comprometer a proposta de valor das tecnologias de nuvem pública ou privada.
  • Melhorar a segurança em soluções em nuvem existentes, como ofertas de SaaS, que devem ser entregues por meio de redes privadas seguras.
  • Abordagem estratégica de investimentos em nuvem para alternar e trocar continuamente entre o melhor modelo de entrega de serviços em nuvem disponível no mercado.

Limitações:

  • Custo mais alto.
  • É necessária uma forte compatibilidade e integração entre a infraestrutura de nuvem. E isso abrange diferentes locais e categorias. Essa é uma limitação às implantações em nuvem pública, para as quais as organizações não têm controle direto sobre a infraestrutura.
  • A complexidade adicional da infraestrutura é introduzida à medida que as organizações operam e gerenciam uma combinação crescente de arquitetura de nuvem pública e privada.
  • A escolha entre soluções em nuvem pública, privada e híbrida depende de uma variedade de fatores, casos de uso e limitações.
Consulte também

Como funciona a computação em nuvem

Embora os serviços de computação em nuvem funcionem de maneira um pouco diferente, muitos fornecem um painel amigável baseado em navegador. Assim, o serviço facilita o pedido de recursos e o gerenciamento de suas contas para os profissionais de TI e desenvolvedores.

Alguns serviços de computação em nuvem também foram projetados para funcionar com APIs REST e uma interface de linha de comando. E dessa forma, poder oferecer aos desenvolvedores, várias opções.

Você provavelmente está usando a computação em nuvem agora, mesmo que não perceba. Se você usa um serviço online para enviar e-mails, editar documentos, assistir a filmes, ou TV, ouvir música, jogar jogos, ou armazenar imagens e outros arquivos, é provável que a computação em nuvem esteja tornando tudo possível nos bastidores.

Os primeiros serviços de computação em nuvem têm apenas uma década. Mas uma variedade de organizações de pequenas startups a corporações globais, estão sempre usando. E também as agências governamentais e organizações sem fins lucrativos, estão adotando a tecnologia por vários motivos.

  • Facilidade na criação de novos aplicativos.
  • Teste e construção de aplicativos.
  • Análise de dados.
  • Armazenamento, backup e recuperação de dados.
  • Entrega de software sob demanda.
  • Incorporação de inteligência artificial

Estes são apenas alguns dos motivos, para que todas essas companhias utilizem a Cloud Computing. Continue no guia de cloud computing.

Computação em nuvem não é sobre o seu disco rígido

A princípio, já sabemos que a computação em nuvem não é sobre o seu disco rígido. Quando você armazena dados, ou executa programas do disco rígido, isso é chamado de armazenamento local e computação.

Tudo o que você precisa, está fisicamente perto de você, o que significa que acessar seus dados é rápido e fácil.

Trabalhar fora do seu disco rígido é como a indústria de computadores funcionou por décadas. No entanto, alguns argumentam que ainda é superior à computação em nuvem. Por razões que explicarei em breve.

Este conceito simples de ter empresas terceirizadas, para lidar com as grandes complexidades na implantação de soluções para empresas, criou um monte de early adopters para essa tecnologia.

Este guia de cloud computing mostra agora como lidar com hardware e software.

Lidando com o hardware e software na computação em nuvem

Empresas terceirizadas estão lidando com o hardware, software, e técnicos especializados em soluções para empresas de hospedagem. Existem três classes diferentes de soluções de Cloud Computing: Infraestrutura como uma solução, plataforma como uma solução e serviço como uma solução também.

Cada três tem uma função diferente, que vamos mostrar mais tarde no guia. Não só as empresas foram entrando na onda da computação em nuvem, mas isso tem o público em geral. Por exemplo: empresas como a Amazon, Google e Microsoft têm implantado soluções conhecidas como unidades de nuvem. Isso permite, que às pessoas possam salvar seus arquivos na nuvem.

Além disso, elas capazes de acessar seus arquivos de qualquer computador ou dispositivo móvel conectado à internet.

Eles podem fazer o download do arquivo localmente em qualquer máquina e eles podem compartilhar esses arquivos com seus amigos. Portanto, eles podem armazenar fotos, mp3, vídeos, arquivos e muito mais no seu carro nuvem pessoal. Como resultado, a computação em nuvem ainda é muito jovem, em seu ciclo de vida.

Por fim, estamos interessados ​​sobretudo, em ver como as empresas vão utilizar essa tecnologia no futuro. E consequentemente, para fornecer valor para as pessoas em todo o mundo.

A cloud computing em escala global

Os benefícios dos serviços de computação em nuvem incluem a capacidade de escalar elasticamente. Na nuvem, isso significa fornecer a quantidade certa de recursos de TI - por exemplo, mais ou menos poder de computação, armazenamento, largura de banda - exatamente quando eles são necessários e na localização geográfica correta.

Em conclusão, este foi um pequeno guia de Cloud Computing para iniciantes. E também, para pessoas que desejam saber mais sobre alguns dados em nuvem. Enfim, você pode pesquisar nesta categoria ler mais artigos sobre este tema.


2 Comentários

  1. Vãnia 14/01/2019
  2. Adriano bento 22/10/2018

Deixe um Comentário